Prancha Fish Desvendando Seus Segredos

prancha-fish

Prancha fish seu surf esta garantido

A prancha fish foi criado na década de 30 e 40 em garagens improvisadas e foi uma febre em meados dos anos 70 começo dos anos 80.

Assim como inspira até hoje shapers do mundo todo a desenvolverem fish retrô e progressivas com linhas modernas e de alta performance.

São design fáceis de remar, excelente estabilidade, extremamente veloz e muito divertida para manobrar. 

Afinal você já questionou porque esse modelo é tão bom assim?

Então vamos lá…desvendar alguns segredos da prancha fish, afinal  todo surfista tem que ter esse modelo no seu quiver.

1. Bico mais largo facilita entrar na onda

Portanto um bico mais largo a 12 polegadas e mais espesso deixa a pranchinha  mais fácil de remar  na onda garantindo entrada e estabilidade na hora de subir na prancha.

Entretanto a desvantagem de ter um bico mais largo e com mais volume é que fica mais lenta e  com pouca velocidade. Correto ?

Afinal, como resolver essa questão para ficar mais solta e veloz?

” È simples… é só diminuir a entrada de água na curva de fundo” 

2. Curva de fundo reto maior velocidade

Conforme diminui a curva de fundo do bico a 24 polegadas deixa uma área de contato  maior passando fluxo de água na parte mais reta do meio da prancha.

Mantendo a energia da água para saída da rabeta  para que tenha mais projeção e velocidade.

Desta forma vai ficar um pouco mais dura na manobra.

…Enfim o que fazer ?

3. Quanto menor mais divertidas

Conforme diminui  o tamanho, por consequência aumenta a maleabilidade e ponto de equilíbrio na troca de borda, compensando a largura e espessura.

Portanto para surfista intermediário e experiente reduzir de 2 a 3 polegadas, porem para  iniciantes o legal é  de 20 a 30 cm maior e 1/4″ mais larga e com  maior   volume.

4. Rabeta Ideal para este design

Portanto a autentica fish é a rabeta swallow ( rabo de peixe em V) tem a função deixar mais solta em espaço curto da onda, pois quando feita manobra a ponta de um lado tende entrar na onda enquanto o outro fica totalmente fora.

Assim faz com que mantenha ela no trilho da onda deixando a rabeta  mais sensível e jogando mais água em uma batida ou cut back na onda.

No fundo da prancha utilizamos um vee bottom suave  no meio e próximo das quilhas um vee com concave para aumentar o fluxo de saída de água garantindo velocidade e projeção.

6. Quilhas e sua função

Biquilha – Fica mais solta e com maior velocidade podendo em algumas manobras de mais pressão desgarrar a rabeta, para esse modelo usa quilhas mais larga e maiores deixando mais estável.

Triquilha – Fica estável e maleável fazendo um arco curto e com maior pressão na onda sem desgarrar.

Quadriquilha – Sem a terceira quilha fica com muita projeção e velocidade fazendo um arco mais alongado na transição das manobras.

Multi Fins – Aqui você tem duas pranchas em uma, pode ser usada a tri em ondas pequenas e mais fracas e em dias de ondas mais potentes como quadriquilha dando maior segurança no drop e nas manobras.

Conclusão é uma excelente prancha para dias entediantes de ondas cheias e fracas, garantindo sua total diversão nos finais de semana.

Não fique fora dessa onda, caso tenha dúvida de qual modelo de prancha fish é mais adequado ao seu perfil fale direto com o Shaper Boer. 

 

posts relacionados

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on reddit
Share on email